Imersos ou superficiais?

...
"Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo." 2 Pedro 3:18

Tenho 20 anos, sou um jovem adulto, mas já vi tanta coisa por aí. Muitos lugares onde se prega uma Palavra que só foca no mover, onde só foca na obtenção de bençãos, onde só tem pulação e agitação, entre muitos outros exemplos. Existem lugares que até tem uma tentativa de ensino, mas não há um crescimento espiritual. Que tipos de pessoas estão saindo de lá? Esses jovens serão grandes pregadores do puro Evangelho, ou pessoas que sentam em bancos da igreja pensando que só abrir a boca para cantar uma música é uma adoração pura?

Pense um pouco na sua vida espiritual: Você tem sido superficial ou imerso nos assuntos relativos ao Evangelho?

Um crescimento espiritual vem quando você está incluso em um ambiente saudável. Posso falar disso de minha própria vida: o eu de 2012, não estaria escrevendo para vocês sobre algo assim. O eu de 2012 não tinha uma intimidade com Deus tão forte como o eu de 2016. O eu de 2012 não sabia se posicionar sobre assuntos referentes ao Evangelho com uma profundidade mais intensa. Não estou na Fossa das Marianas na questão de profundidade (Trocadilho horrível, mas se você não entendeu, clique aqui. Pode rir mesmo, sou a pessoa mais sem graça do universo), mas busco estar o mais imerso que posso. Um ambiente que proporciona exemplos e atos de pessoas que buscam adorar a Deus, nos motiva e nos ensina a forma certa de buscar mais a intimidade com Ele. É tipo o "quero ser como aquele cara é", só que de uma forma melhor.

Um lugar superficial forma pessoas superficiais. Pessoas que não sabem evangelizar, pessoas que cantam da boca pra fora, pessoas que acreditam que qualquer rodopio é mover do Espírito Santo, pessoas sem intimidade com Deus, pessoas que não sabem se impor a assuntos relacionados ao Evangelho. Muitas vezes não porque querem, mas porque não possuem uma orientação e um exemplo para seguir.

Você pode ser diferença no meio onde está inserido. Promova uma mudança, primeiramente em sua vida e depois em sua igreja. Seja o primeiro a apontar o que há de errado e seja o primeiro a agir, em oração e depois em atos. Vamos mudar a situação da Igreja brasileira. Vamos mudar a situação dessas pessoas. Vamos deixar que Deus nos use para promover uma mudança em nosso meio.

Vamos crescer, seja na intimidade com Deus, seja no conhecimento de sua Palavra.

Nenhum comentário